Campina Grande

Quadrilha que utilizava veículos para arrombar estabelecimentos é desarticulada

A Polícia Militar desarticulou uma quadrilha que vinha praticando arrombamentos a lojas do comércio de pelo menos cinco cidades paraibanas, utilizando um carro para destruir as portas dos estabelecimentos dando marcha ré nos veículos.


A prisão do líder da quadrilha, um suspeito de 18 anos, aconteceu após o grupo arrombar uma loja de grife masculina, na madrugada desta sexta-feira (3), no centro da cidade Sapé.


De acordo com o comandante da 3ª Companhia do 7º Batalhão, capitão José Targino, o grupo é de Campina Grande e costumava se reunir em um cemitério para planejar as ações criminosas.


“O bando é composto por três suspeitos, dos quais já prendemos um, que era o líder da quadrilha, e eles são do bairro do Monte Santo, em Campina Grande. O preso revelou que eles usavam o cemitério do bairro onde eles moravam como uma espécie de escritório do crime, onde eles planejavam o roubo de carros para com esses veículos praticarem os arrombamentos nas lojas, dando macha ré para danificar a porta dos estabelecimentos e depois pegar várias mercadorias”, disse.


Ainda segundo o capitão, no arrombamento da madrugada desta sexta-feira eles estavam em dois carros.


“O que foi preso estava em carro que foi roubado no dia 27 de outubro, em frente a um restaurante de Campina Grande. Os outros dois suspeitos estavam em outro veículo, também roubado em Campina Grande. Após arrombarem a loja em Sapé, as guarnições montaram um cerco e na fuga eles se dividiram, mas o carro que era onde estavam as mercadorias furtadas e o líder do bando, foi alcançado e o suspeito preso”, completou, ao informar que os acusados que conseguiram fugir já foram identificados.


O grupo é suspeito de arrombar, na madrugada do último sábado (28), no centro da cidade de Itabaiana, uma loja da mesma marca da que foi alvo nesta madrugada em Sapé, usando a mesma forma de agir, inclusive, segundo testemunhas, o carro usado na ação foi o mesmo que foi apreendido.


Além das duas cidades (Sapé e Itabaiana), eles teriam atuado com este tipo de crime nos comércios de Campina Grande, Alagoa Grande e Esperança.


O preso foi apresentado na Delegacia de Polícia Civil, em Sapé. No carro, foram recuperadas várias peças de roupas. A polícia vai investigar o destino das roupas que eles furtavam nas ações.