Paraíba

Governo quer linhas aéreas em condições para ligar Litoral ao Sertão

O plano aeroviário da Paraíba foi tema de uma reunião realizada, nessa terça-feira (28), na sede da Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia, em João Pessoa. O encontrou contou com a presença de representantes da Casa Militar, Secretaria Nacional de Aviação Civil e o Departamento de Estradas e Rodagem da Paraíba (DER), que analisaram a reestruturação do plano aeroviário da Paraíba. O principal objetivo da reforma dos aeródromos é garantir a segurança nas pistas, viabilizar voos do Litoral ao Sertão.


O secretário da pasta que organizou a reunião, João Azevêdo, destacou a importância de uma intervenção nos aeródromos da Paraíba e disse que o plano também inclui a o funcionamento de vôos comerciais.


“Nós temos outro meio de transporte que começa a ser utilizado com muito mais intensidade no estado, que é o transporte aéreo. Em função das indústrias que estão se instalando no interior, se faz necessário que a Paraíba dê uma atenção maior a sua rede de aeródromos, que são pequenos aeroportos, situados em diversas cidades. É um sonho ter linhas aéreas internas ligando João Pessoa, Campina Grande, Patos, Sousa e Cajazeiras. É um novo foco, um novo projeto, uma nova área que a Paraíba começa a ter um olhar diferenciado”, destacou João Azevêdo.


Ficou definido, nesse primeiro encontro, que a Casa Militar, responsável pelos aeródromos no estado, fará um levantamento detalhado de todos os serviços que serão realizados nas pistas que existem na Paraíba. De acordo com o secretário-chefe da Casa Militar do Governador, tenente-coronel Anderson Pessoa, algumas pistas são prioridades para passarem por intervenções.


“Nós temos as pistas de Patos, que já são homologadas, mas precisam de uma reestruturação; Cajazeiras, que está aguardando a homologação noturna, que inclusive deve ser liberada nos próximos dias pela Agência Nacional de Aviação Civil; e ainda as pistas nas cidades de Itaporanga e Monteiro. Nos próximos 15 dias, nós estaremos com todos os dados técnicos dessas pistas e outras que existem, para apresentarmos à Secretaria Nacional de Aviação Civil”, adiantou.


Anderson Pessoa ainda destaca que o Governo do Estado já realiza alguns serviços para melhorar a qualidade de algumas pistas de pouso. “O Governo está fazendo reformas nos terminais das cidades de Monteiro, Itaporanga, Catolé do Rocha e de Sousa. Ou seja, nós estamos reformulando e reestruturando o nosso plano aeroviário”, observou.


Também presente na reunião, o representante da Secretaria Nacional de Aviação Civil, Leonardo Cruz, fez uma análise da atual situação dos pequenos aeroportos existentes na Paraíba.


“O objetivo de toda essa reestruturação é para que os aeroportos instalados no estado possam operar tanto para aviações executivas, quanto para comerciais, e no dia 15 de dezembro, eu retornarei a João Pessoa, junto com o pessoal da Anac, para fazer uma visita técnica nos principais aeroportos dos eixos João pessoa/Campina Grande e Patos/Cajazeiras, que é uma pista boa, mas que precisa de algumas adequações. Esses serão os primeiros aeródromos que vamos fazer uma vistoria técnica”, informou.