Política

CÁSSIO ACUSA GOVERNO DA PB DE UTILIZAR MÁQUINA PÚBLICA PARA CAMPANHA ANTECIPADA

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) acusou nesta segunda-feira (28) o governo do Estado da Paraíba de utilizar a máquina pública para promover uma campanha antecipada de governador nas eleições de 2018. De acordo com o tucano, é preciso que os órgãos de fiscalização comecem a acompanhar os "abusos que estão sendo feitos".


"É preciso que a Justiça Eleitoral, o Ministério Público e os órgãos de fiscalização possam acompanhar os abusos que estão sendo praticados desde já com esta campanha antecipada e com esta fabricação de nomes. São os abusos essa prática de usar a máquina pública para promover uma candidatura com mais de um ano de antecedência. Quem está no campo das oposições não dispõe dos mesmos instrumentos e isso gera um desequilíbrio na disputa", disse o senador em entrevista ao programa Correio Debate, da rádio 98 FM/Correio Sat.


O senador fez ainda duras críticas ao governador do Estado, Ricardo Coutinho, em relação ao fim do racionamento na cidade de Campina Grande. Segundo ele, o governo está fazendo um aproveitamento da situação.


"O problema do racionamento em Campina Grande diz respeito muito mais a postura que o governo tem de passar uma mensagem equivocada, que o problema estaria definitivamente solucionado, quando não está. O governo passa a mensagem errada ao passar a falsa ideia à população, por questões eleitoreiras, por um aproveitamento político, de que o problema está resolvido. E não está resolvido em lugar nenhum no mundo. O grande conflito da humanidade nos próximos anos será a água", disse o senador.


Durante a entrevista, o senador foi questionado sobre as declarações feitas pelo senador do Rio de Janeiro, Lindbergh Farias (PT), em evento do ex-presidente Lula que aconteceu no sábado (26) no Ponto de Cem Réis em João Pessoa. "Eu não vou polemizar com o senador Lindbergh até porque ele sequer é eleitor na Paraíba, ele é eleitor no Rio de Janeiro. Nós temos vários embates no Senado Federal, eu chegando em Brasília vou ter condições de debater com ele sobre temas que talvez ele não sequer conheça em profundidade", disse.


Cássio ainda fez questão de parabenizar a nova bancada e os novos integrantes do programa Correio Debate. Para Cássio, esta é uma bancada "histórica".


"Essa bancada do Correio é uma bancada histórica. O radiojornalismo faz história na Paraíba já há décadas no Correio Debate. Faço os votos de muito sucesso para vocês neste compromisso da informação isenta e equilibrada", afirmou o senador paraibano.