Policial

Briga entre facções resulta em 10 presos assassinados na Cadeia Pública de Itapajé, Ceará

Um conflito entre facções criminosas resultou em mortes na manhã desta segunda-feira (29) na cadeia pública do município de Itapajé, a 130 km de Fortaleza. De acordo com a Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará (Sejus), foram contabilizados 10 mortos e seis feridos.


O caso aconteceu por volta das 8h. “Policiais do município e agentes penitenciários do Grupo de Operações Regionais realizaram a intervenção, controlando a cadeia”, disse a Sejus em nota.


Segundo o presidente do Conselho Penitenciário do Estado do Ceará, Cláudio Justa, o ataque é uma resposta do Comando Vermelho (CV) contra a chacina de Cajazeiras realizado pela facção Guardiões do Estado (GDE) na madrugada deste sábado (27). Os detentos foram mortos com armas brancas e armas de fogo. Cláudio alerta que o conflito ocorreu em decorrência das condições das penitenciárias.


“Nos grandes presídios, há a separação radical conforme a organização criminosa. Já no interior do Estado, detentos de facções diferentes se encontram na mesma unidade prisional”, frisa.


Ao ser questionado como os presos conseguiram ter acesso a armas de fogos, Cláudio destaca o alto número de presos, grupos organizados dentro e fora dos presídios e péssimas condições de trabalhos dos agentes como fatores que propiciaram os presos o acesso ao armamento.


“Entram (as armas de fogo) de forma clandestina da mesma forma que entram os celulares. O agente penitenciário fica muito vulnerável em detrimento do nível das organizações dentro e fora dos presídios”, explica.