Policial

Aspol: policiais da Paraíba recebem pior salário do país

A Polícia Civil da Paraíba iniciou na manhã desta quarta-feira (27) a paralisação de atividades por 24 horas. Em João Pessoa, os policiais se encontraram na Central de Polícia da capital.


De acordo com a presidente da Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba (Aspol) Suana Melo, a paralisação acontece para manifestar a insatisfação dos policiais com as condições de trabalho que são oferecidas.


“Estamos em protesto contra o pior salário do país, e contra a defasagem salarial dos policias civis, recebemos metade do que se paga em 16 estados. Além disso, a Polícia trabalha com uma estrutura muito deficiente”, relata.


Outro motivo do protesto é o Projeto de Lei que foi aprovado na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Segundo Suana, o Projeto concede privilégios para delegados. “Estamos tendo um tratamento com privilégios para um grupo de delegados que está na gestão. Esse grupo tem atuado de forma arbitrária”, afirma.


Nota oficial


Em nota, a Delegacia Geral de Polícia Civil da Paraíba informou que está acompanhando de perto a manifestação dos Policiais e que já tomou as medidas cabíveis junto com a Procuradoria Geral do Estado.


Ainda de acordo com a nota, as medidas administrativas e disciplinares necessárias vão ser adotadas conforme as situações existentes. A Delegacia também considerou em nota que os motivos que levaram à paralisação foram ‘precipitados’, e se diz aberta ao diálogo com os policiais.