Paraíba

Açude de Boqueirão atinge 40 milhões de m³, diz Aesa

Depois de receber uma recarga que aumentou mais 2 centímetros no nível da água, o açude Epitácio Pessoa, conhecido como Açude de Boqueirão, no Cariri paraibano, atingiu a marca de 40 milhões de metros cúbicos de água, na manhã desta quarta-feira (10). A informação foi confirmada pela Agência Executivas de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).


A boa recarga ocorreu por causa das chuvas registradas em cidades do Cariri nos últimos dias, unida a vazão que chega das águas da transposição do Rio São Francisco, através do Rio Paraíba. O aumento de 2 cm ocorreu em 24 horas, entre a manhã desta terça-feira (9) e a manhã desta quarta-feira e foi registrado pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs). Entre a manhã da segunda-feira (8) e a terça-feira o açude já havia recebido uma recarda de 3 cm.


Segundo o Dncos, na atual condição do açude, 2 cm na lâmina d'água representa uma diferença de cerca de 150 mil metros cúbicos de água. Conforme os dados da Aesa, nesta quarta-feira o açude de Boqueirão está com 40 milhões de m³ de água, o que representa 9,7% do volume total.


O açude tem capacidade para armazenar até 441,686 milhões de m³ de água. Boqueirão é usado para abastecer a população de Campina Grande e outras 18 cidades do Agreste paraibano, atendendo a cerca de 1 milhão de pessoas.


Susto com redução - No último fim de semana, o açude de Boqueirão havia sofrido uma perda de 2 cm no nível de água, deixando de armazenar cerca de 150 m³ de água. Segundo a Aesa, isso ocorreu por causa da redução da vazão de água que chega da transposição do Rio São Francisco, depois de ser necessário fazer uma manutenção na obra. Esta foi a primeira vez que o açude perdeu volume desde que começou a receber a águas do “Velho Chico” em 18 de abril de 2016.